28 de mar de 2014

Parque Carlos Botelho possui trilha acessível para pessoas com deficiência

Foto da entrada do Parque Carlos Botelho


Para quem deseja conhecer ou simplesmente se aproximar mais da natureza, o Parque Estadual Carlos Botelho (PECB) é uma boa alternativa. 


Localizado na região sudeste do Estado de São Paulo, ele possui áreas remanescentes da Mata Atlântica e abrange os municípios de São Miguel Arcanjo, Capão Bonito e Sete Barras.
 
Com nove trilhas abertas ao público – leia-se com cachoeiras, mirante, rios e muita biodiversidade – uma das opções é a Trilha das Bromélias. No trajeto, além de diversas espécies de bromélias, há outro diferencial: o passeio é adaptado para pessoas com deficiência, idosos e crianças. Com um detalhe importante: monitores especializados.


Cada passeio, dependendo da trilha, varia de R$ 15 à R$ 25. A maioria deles necessita de agendamento prévio de cinco dias. Algumas opções, como a trilha da Estrada Parque, da Cachoeira do Travessão, e a do Rio Taquaral, são gratuitas.


No parque é possível encontrar várias espécies ameaçadas de extinção, caso da jacutinga, da onça-pintada, da anta e, na flora, do palmito-juçara. Lá também está a maior parte da população de muriquis (Brachyteles arachnoides) existentes no Brasil, considerado o maior primata das Américas, e símbolo da unidade de conservação.


O parque se localiza na Rodovia SP-139, km 78,4 no Bairro do Abaitinga, em São Miguel Arcanjo. Fica aberto diariamente das 8h às 17h. 


Durante o horário de verão as trilhas monitoras estão abertas até às 16h. Afora esse período, funcionam até às 15h.  Outras informações pelo telefone (15) 3379-1477/ 3379-6031 ou através do site da unidade.





Nenhum comentário:

Postar um comentário