17 de fev de 2016

Em Jundiaí, pessoas com deficiência visual vão à Pinacoteca pela primeira vez

Fachada da Pinacoteca


Uma iniciativa inédita na história da Pinacoteca Diógenes Duarte Paes vai levar às salas expositivas da instituição um grupo de pessoas com deficiência visual da União dos Deficientes de Jundiaí e Região (UDRJ), na quarta-feira (24/02), a partir das 14h, para uma visita na qual os visitantes poderão tocar as peças correspondentes ao acervo.



Os visitantes vão ser acompanhados pelo diretor de Museus, Edgar Borges, por Creusa Claudino, da ação educativa, e pelo artista Hélio Schonmann, que realiza no local a mostra individual “Avessos”.


Vão ser disponibilizadas ao toque peças da mostra “Avessos” e do acervo geral da Pinacoteca, além de outros materiais, que o artista Schonmann preparou especialmente para a ocasião. 


No total, mais de duas dezenas de esculturas e objetos tridimensionais, em diferentes materiais, como bronze, madeira, emulsões acrílicas com terras, além de matrizes de gravura em relevo, vão ser tocados.
 

Experiência



O artista Hélio Schonmann tem bastante experiência no trato da arte para pessoas com deficiência. 


Em 2014, trabalhou na curadoria da mostra “(Vi)Ver Diálogo Gráfico”, exposta no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí Solar do Barão, que possibilitou uma oficina de desenho em relevo e demais atividades para pessoas com deficiência. 


Também na curadoria, em 2015, levou para o Museu Histórico Paulo Setúbal, em Tatuí, a exposição do projeto LUPA, que contou em seu acervo com peças realizadas por pessoas com deficiência visual, sob coordenação de Lúcia Neto.


 



Nenhum comentário:

Postar um comentário