11 de abr de 2016

Pessoas com deficiência fazem ‘Cadeiraço’ para cobrar acessibilidade em Rio Claro




Centenas de pessoas participaram de um ‘Cadeiraço’ em Rio Claro (SP) neste sábado (09/04). 


Os manifestantes se reuniram no Jardim Público, no Centro da cidade, para cobrar melhores condições de acessibilidade.


“Constantemente os nossos direitos estão sendo violados e ninguém está fazendo nada. Então nós nos reunimos para lutar para que as pessoas respeitem os direitos das pessoas com deficiência”, disse Juliana Oliva, delegada das pessoas com deficiência e uma das participantes do ato.


A ação reuniu cadeirantes e pessoas sem nenhum tipo de deficiência, como a estudante Myriam Roberto Gomes.


“A humanidade é muito egocêntrica. Então, se eu não estou em uma cadeira, para mim tudo bem, ok. Mas aí, se a gente vê toda a luta que eles passam para entrar em uma loja que não tem estrutura certa, para entrar em alguma coisa que não tem estrutura certa, nós vamos estar nos sentindo no lugar deles”, defendeu a jovem.

Obstáculos


O estudante Pablo Coelho também participou da mobilização e contou que não há um dia em que não volte para casa indignado por conta dos desníveis e dimensões de calçadas, ruas e estabelecimentos.


Os mesmos problemas atrapalham o advogado Marçal Casagrande. Ele foi diagnosticado com distrofia muscular há 7 anos. 


Os músculos foram perdendo a força e, por isso, passou a andar de cadeira de rodas. Hoje, seu desejo é ter liberdade para se locomover.


“Meu maior sonho é não depender de ninguém, é poder atravessar uma rua sem ter que pedir ajuda para ninguém, poder ir ao banco sem precisar de ajuda, ir a um restaurante”.





Nenhum comentário:

Postar um comentário