19 de mai de 2016

Mateus Evangelista fatura ouro nos 100m no Rio de Janeiro

 
 
 
 
O atleta Mateus Evangelista faturou o ouro no Open Internacional Caixa Loterias de Atletismo, nesta quarta-feira, 18, no Estádio Olímpico do Rio de Janeiro, o Engenhão. 
 
 
A medalha veio com o melhor tempo nos 100m da classe T37, disputada por atletas com paralisia cerebral. A competição serve de evento-teste para os Jogos Rio-2016.
 
 
Foi a primeira competição de Mateus pela Seleção desde a grave lesão que sofreu em setembro do ano passado. Na véspera do Mundial de Doha, o jovem de 22 anos fraturou o fêmur esquerdo. 
 
 
Após longo processo de recuperação no centro de referência da modalidade, em São Caetano do Sul, o atleta enfim retornou às pistas. E com vitória: cravou o tempo de 11s73 nos 100m, a quarta melhor marca do mundo nesta temporada.
 
 
“É um prazer estar de volta após nove meses. Minha equipe fez o melhor para que eu estivesse aqui. Nunca questionei se estaria ou não de volta. Sofri a lesão e, no mesmo dia, liguei para o fisioterapeuta para avisar que queria trabalhar na minha recuperação. Ainda não fiz o meu melhor, mas vou fazer bonito nos Jogos Paralímpicos”, disse Mateus.
 
 
O atleta ainda disputou o salto em distância, prova da qual já foi recordista mundial. Ele ficou com a terceira posição, com a marca de 5,66m. Vladislav Barinov e Gocha Khugaev, ambos da Rússia, ficaram nas primeiras colocações, com 5,79m e 5,76m, respectivamente.
 
 
Outro destaque do dia ficou por conta de Alessandro Silva. Ele venceu o lançamento de disco F11 (cegos totais) e foi além: quebrou o recorde das Américas da prova, com 43,16m.  
 
 
A antiga marca pertencia ao argentino Sebastian Baldassarri (40,43m).  A performance o coloca no topo do ranking mundial da temporada.
 
 
Outra performance de destaque ficou por conta de Lorena Spoladore. A velocista da classe T11 se classificou às finais dos 100m com o melhor tempo, superando até mesmo a campeã paralímpica Terezinha Guilhermina
 
 
A atleta registrou 12s24 – melhor marca da sua carreira. Este é o segundo melhor tempo do mundo em 2016, atrás apenas da chinesa Guohua Zhou, que fez 12s18 no Grand Prix de Pequim, em abril.
 
 
“Claro que a gente fica sempre satisfeito de poder dar o seu melhor, mas já estou pensando na final de amanhã (quinta-feira)  para baixar ainda mais este tempo. Poder competir com a Terezinha é uma honra, já que ela é uma grande atleta e também pessoa”, afirmou Lorena.
 
 
O Open Internacional Caixa Loterias de Atletismo continua nesta quinta-feira, a partir das 16h. A programação prevê a final dos 100m (T11) tanto feminino quanto masculino, além da decisão  dos 100m na classe T44 (amputados de perna), com a presença do campeão paralímpico e recordista mundial Alan Fonteles. Petrucio Ferreira e Yohansson Nascimento duelarão nesta quinta, também na prova mais rápida do atletismo, na classe T47 (amputados de braço).
 
 
A competição no Rio de Janeiro conta com a presença de 316 atletas de 23 países. O Open ainda faz parte da série de Grand Prix promovida pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês).
 

 

Programação da competição

 
 
Quinta-feira (19/05)- 16h às 20h
 
Sexta-feira (20/05)- 16h às 20h
 
Sábado (21/05)- 9h às 13h



Obs.: O público interessado em acompanhar a competição poderá retirar sua entrada de forma gratuita. Os tíquetes serão distribuídos a partir de 1h30 antes de cada sessão na própria bilheteria do Estádio Olímpico.



Fonte: Vida Mais Livre

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário