27 de fev de 2013

Projetos que incluem pessoas com deficiência poderão ter apoio em São Paulo

Símbolo da acessibilidade
Os programas de incentivo à cultura do Governo do Estado de São Paulo terão valor recorde em 2013. 

Mais de R$ 165 milhões serão distribuídos ao longo do ano pela Secretaria de Estado da Cultura para viabilizar a execução de projetos culturais nas mais diversas linguagens artísticas

Uma das novidades de 2013 será a abertura de um edital específico para apoiar projetos de promoção de acessibilidade comunicacional de pessoas com deficiência a bens culturais, iniciativa que é fruto de uma parceria com a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que vai repassando os recursos necessários. Serão criados, ainda, editais de suporte a teatro de rua, poesia e tele-séries.

O investimento do Governo paulista em programas de incentivo inclui, ainda, duas ações específicas para a linguagem cinema: o Prêmio Estímulo ao Curta-Metragem e o Programa de Fomento ao Cinema Paulista.

Criado em 1968, o Prêmio Estímulo é um dos pioneiros no País enquanto política de incentivo à produção cultural. Este ano, terá verba de R$ 960 mil para beneficiar 12 projetos de filmes com até 15 minutos de duração, nos gêneros ficção, documentário e animação. Os projetos são selecionados por meio de concurso – à semelhança do que acontece no ProAC Editais. Cada escolhido recebe R$ 80 mil para realização do projeto.

Já o Programa de Fomento ao Cinema Paulista terá investimento de R$ 8 milhões da Sabesp, por meio da Lei do Audiovisual. A Secretaria de Estado da Cultura realiza o processo de seleção dos filmes a serem contemplados com o patrocínio. Desde o ano passado, todos os projetos são obrigados a entregar uma cópia do filme com legendas, em DVD, para contemplar o público formado por pessoas com deficiência auditiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário