1 de mar de 2016

Pelo tato, pessoas com deficiência visual podem ajudar a detectar câncer de mama

Paciente de costas para exame enquanto enfermeira cega a examina



O tratamento do câncer de mama é mais eficaz quando a doença é detectada de maneira precoce. 


Na Alemanha, este tipo de câncer é a causa mais comum das mortes de mulheres entre 40 e 44 anos. Cerca de 60 mil mulheres recebem o diagnóstico da doença anualmente.


A mamografia é o exame de prevenção padrão por lá, e é oferecida apenas para mulheres entre 50 e 69 anos, segundo o site da companhia Discovering Hands. 


Para mulheres mais jovens é realizado apenas um exame de rotina superficial, que dura de um a três minutos. 


Para melhorar esse tipo de atendimento oferecido ao público feminino, foi criado um serviço especializado neste tipo exame oferecido por mulheres com deficiência visual, o Discovering Hands.


A escolha por mulheres com este tipo de deficiência se deu pela consciência tátil apurada de quem perde a visão. 


As participantes do projeto são altamente treinadas por um período de nove meses em toda Alemanha para realizar o exame padronizado, feito minuciosamente, com duração de 30 minutos. 


Além da habilidade técnica, essas mulheres desenvolvem habilidades de comunicação e psicologia específicas para garantir o melhor atendimento possível.


O exame pode ser pago pelo convênio médico credenciado ou pelo paciente. Atualmente existem 20 mulheres realizando o atendimento em 17 hospitais e consultórios ginecológicos. 


Mais de 100 mil exames foram realizados até hoje. Para mais informações, acesse a página da Discovering Hands.
 




Nenhum comentário:

Postar um comentário