4 de out de 2016

Mulheres com deficiência participam da Campanha Outubro Rosa





Todo ano mais pessoas integram o movimento Outubro Rosa, campanha mundial de prevenção do câncer de mama. 


O mês se tornou referência para as mulheres intensificarem os cuidados e buscarem orientação médica para realização dos exames preventivos da doença, que é a segunda maior causa de morte entre as brasileiras.


Para dar continuidade ao projeto iniciado em 2015, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD-SP) lançam no dia 08/10, na Câmara Municipal de São Paulo, a edição do Outubro Rosa para Mulheres com Deficiência - Reconstruindo a vida, que irá oferecer palestra informativa sobre a prevenção do câncer de mama, entrega de vouchers às mulheres com deficiência e cuidadoras previamente cadastradas que ainda não fizeram a mamografia, além do retorno das pacientes que participaram da edição passada.


Em 2015, 58 mulheres participaram da ação e puderam realizar a mamografia em equipamentos com acessibilidade no Hospital Municipal do Campo Limpo. 


Todos os atendimentos e encaminhamentos foram realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).Este ano, os exames serão realizados nos dias 15/10 e 22/10 no mesmo local.


Em 2016, o objetivo da edição do Outubro Rosa para Mulheres com Deficiência - Reconstruindo a vida, além de facilitar o acesso de mais mulheres com deficiência e cuidadoras ao exame de mamografia, é também garantir o retorno das participantes da edição do ano passado para dar continuidade à ação de prevenção da doença.


O cadastro para participação da campanha foi disponibilizado para cuidadoras e mulheres com deficiência a partir dos 40 anos durante a Plenária do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD-SP) realizada no dia 03/09, quando participaram entidades sociais, pessoas com deficiência e membros da sociedade civil.


O evento de lançamento da campanha contará com recursos de acessibilidade como intérpretes de Libras, audiodescrição e material em Braille.


A secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, que é médica mastologista, ressalta a importância desta iniciativa e dos exames de prevenção: 


“O câncer de mama tem possibilidade de cura de 90% quando é feito um diagnóstico precoce. Por isso é extremamente necessário iniciativas que facilitem o acesso de mulheres. Queremos que pessoas com deficiência e cuidadoras tenham os exames de mamografia em dia para evitar futuras doenças em estágios mais avançados”, afirma a secretária.


O movimento Outubro Rosa alerta às mulheres para o risco do câncer de mama e a importância dos exames de rotina para a detecção precoce da doença. 


O câncer de mama é o tipo que mais atinge as mulheres no Brasil e exige cuidados. A previsão do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é de que ocorram cerca de 58 mil novos casos em 2016.




 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário