30 de jan de 2013

Guarujá (SP) garante estudo bilíngue para deficientes auditivos


 
A Prefeitura de Guarujá é pioneira no avanço da qualidade de ensino mais uma vez. O Município instituiu um novo cargo dentro do organograma da Secretaria de Educação: instrutores de Libras para atuarem no atendimento educacional especializado para o ensino desta língua. 

Os instrutores começarão nas quatro escolas pólos da cidade no inicio do ano letivo. Para o início da implantação, três instrutores, dois surdos e um ouvinte, ministrarão o ensino de LIBRAS.
 

 A rede municipal segue as recomendações do Ministério da Educação (MEC), e os instrutores atuarão no Programa de Educação Bilingue favorecendo o uso e a difusão da LIBRAS como língua de instrução além de ministrar aulas na educação infantil e no ensino fundamental.
Segundo a Coordenadora de Educação Especial, Ana Maria Lopes da Nova, o novo cargo veio para melhorar a educação dos deficientes auditivos. “Garantir esse direito é reconhecer a identidade da pessoa surda e favorecer o seu pleno desenvolvimento como cidadão”.
 

Na rede municipal existem 75 alunos surdos ou com deficiência auditiva, da creche à educação de jovens e adultos, distribuídos nas escolas pólos Profª Dirce Valério Gracia (Av. Dom Pedro I, 340, Jardim Tejereba), Prof. Antonio Ferreira de Almeida Júnior (Rua Marivaldo Fernandes, s/n, Jardim Tejereba), Dr. Napoleão Rodrigues Laureano (Av. Oswaldo Aranha, 365, Jardim Maravilha) e Benedita Blac Gonzalez (Rua Rio Solimões, s/n, Jardim Boa Esperança).

Nenhum comentário:

Postar um comentário