31 de jul de 2014

Após veto, Federação de taekwondo homenageia atleta com deficiência

Foto de Nathan com sua faixa de homenagem
A Federação Mundial de Taekwondo (WTF) homenageou, com uma faixa preta personalizada, o atleta de Praia Grande (SP), Nathan Torquato, impedido de lutar o Campeonato Mundial cadete, realizado em Baku, capital do Azerbaijão. 


Ele foi vetado por conta de uma má formação congênita no braço esquerdo. 


A faixa foi entregue pelo presidente da Federação Mundial, Chungwon Choue.


Nathan, de 13 anos, que normalmente participa de competições contra atletas sem nenhum tipo de deficiência foi impedido de participar da disputa do Campeonato Mundial, após o corpo médico da WTF alegar que o atleta não teria condições de igualdade contra os outros participantes. 


A mãe do lutador, inclusive, utilizou as redes sociais para para desabafar e disparar contra a Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD).


O garoto chegou a fazer uma campanha de arrecadação de verba para conseguir ir ao Azerbaijão. 


Nathan pediu dinheiro em semáforos e contou com apoio de empresários para juntar cerca de R$ 20 mil para que ele e a mãe fossem ao país europeu para a disputa do Mundial.


Em 2014, Nathan foi campeão do Open cidade Maravilhosa, no Rio de Janeiro e vice-campeão da Copa das Confederações, no Rio Grande do Norte. Além disso, ele também ficou em segundo lugar no Paulista, categoria cadete.




Nenhum comentário:

Postar um comentário