28 de jul de 2016

Jovem com Down é o empreendedor mais novo de sua cidade

        Blake, garoto de 20 anos, parado em frente ao seu truck de raspadinhas. Ele sorri.


A pequena cidade de Sanger, no Texas, tem cerca de sete mil habitantes. Em maio deste ano, muitos deles se deslocaram para celebrar um novo negócio: o Blake’s Snow Shack, que comercializa raspadinhas.


Porém, procurar um refresco perfeito para os dias quentes não é o único motivo da visita em massa. 


O líder do empreendimento, Blake Pyron, tornou-se oempreendedor mais jovem da cidade, com 20 anos de idade. Além disso, também é o único dono de negócio com Síndrome de Down em toda a cidade.


História



Quando Blake nasceu, sua mãe ouviu algo que muitas mães de filhos com Síndrome de Down costumam ouvir: que ele não poderia fazer coisas que as outras crianças faziam, como andar e falar.


“Quando você recebe uma criança com necessidades especiais, a sociedade fala para não esperar muito dela, conta Mary Ann Pyron à rede televisiva ABC e ao programa The Texas Bucket List. Nós decidimos ir além, dizendo para nós mesmos que tudo ficaria bem e que Blake ficaria bem. Que nós iríamos nos assegurar disso.”


Blake levava uma vida comum: cursava o colegial e trabalhava em um restaurante de churrasco. Sua inspiração empreendedora surgiu pouco após se graduar no ensino médio - um mês depois de pegar seu diploma, o local onde trabalhava fechou.


“Ele sentia muita falta dos clientes que atendia e queria um trabalho”, continua a mãe de Blake. Em nossa pequena cidade, os trabalhos são limitados – especialmente para pessoas com necessidades especiais.”


Então, a família Pyron começou a pensar nas coisas que mais interessavam ao jovem e chegou a uma ideia de negócio: raspadinhas. 


 “Blake ama raspadinhas, então ele simplesmente apostou nisso”, diz Mary Ann.


Empreendedorismo e superação



Em maio deste ano, a ideia finalmente saiu do papel: o Blake’s Snow Shack, como é conhecido o truck de raspadinhas, foi inaugurado. 


Além de dono, a principal função de Blake no negócio é cuidar do atendimento ao cliente – seu ponto forte, segundo a mãe. 


Mesmo que conte com ajuda ao fazer as raspadinhas, o jovem é quem as entrega para os clientes, sempre com um sorriso.

Blake na janela do truck segurando uma raspadinha vermelha.


Assim que Blake decidiu que queria abrir um truck de raspadinhas, a cidade de Sanger se mobilizou. Seu irmão criou opções de sabores divertidas, como “ataque dos tubarões” (azul) e “Hulk” (verde). 


Um amigo da família, de 15 anos de idade, foi contratado para ser um dos funcionários de Blake.


Para a mãe de Blake, o filho conseguiu tudo isso justamente porque os conselhos recebidos assim que ele nasceu foram ignorados. 


“Você não nos conhece, e não conhece nosso filho. Então, não coloque uma etiqueta nele. Nós não colocamos, e ele se saiu muito bem.”


Mary Ann também espera que sua história inspire as mães de outras crianças com necessidades especiais a nunca colocar limites no que seus filhos podem fazer. 


“Eu quero pessoalmente desafiar essas mães a acreditarem nas suas crianças - não ligue para o que a sociedade lhe diz.”





Nenhum comentário:

Postar um comentário