28 de set de 2016

Menina de 12 anos cria app para ajudar avó com Alzheimer



Começaram com telefones e endereços, partiram para aniversários e idades – a avó não se lembrou do aniversário do filho nem da idade da neta – até chegarem aos rostos dos parentes. Foi aí que a menina decidiu agir.


Filha de uma matemática e de um engenheiro de software, ela investiu no desenvolvimento de um aplicativo que pudesse ajudar a avó. E criou o Timeless – ou Eterno, em português.


O app é uma espécie de rede social para pessoas com demência. É possível convidar amigos e parentes a se juntarem ao grupo.


Uma das seções criadas pela menina é a "Quem É Você". Basta fotografar o rosto de uma pessoa para que a app identifique quem é ela e qual a relação com o paciente.


Para os casos em que o paciente esquece quem é ele próprio, o que acontece quando as doença chega a estágios avançados, Emma desenvolveu a seção "Eu". Ela traz nome, idade, telefone, endereço e foto.


Há ainda uma área com hora, data, previsão do tempo e eventos. Quem inclui as tarefas é o cuidador.


E, se a pessoa com demência tentar telefonar para alguém com quem já falou nos últimos cinco minutos, o Timeless pergunta: "Quer mesmo fazer essa ligação?".


Para acessar o aplicativo, não é necessário login e senha. Basta usar os dedos – o ingresso é feito por impressão digital.


O desenvolvimento do Timeless foi feito com a ajuda de um médico. Agora Emma está na fase de testes.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário