14 de set de 2016

Calçada sensorial simula desafios cotidianos para quem não tem limitações físicas



O Instituto Ser Educacional montou uma calçada móvel que simula os obstáculos cotidianos, para quem não tem dificuldade de locomoção, com intuito de  oferecer a experiência de viver esta dificuldade e sensibilizar quem não tem limitações ao desafio diário de deficientes visuais ou físicos,


Vendadas, as pessoas enfrentam buracos e obstáculos, mas não precisam cair como no mundo real. 

As oito calçadas sensoriais itinerantes, como o projeto de conscientização é chamado, estão percorrendo o país e já foram utilizadas por mais de 50 mil pessoas desde o início das suas atividades. 


As calçadas são instaladas em shoppings e locais de grande visitação pública pelas instituições parceiras, inclusive já esteve presente no Tribunal de Contas da União, Palácio do Planalto e no GDF, em Brasília. 


No próximo semestre, estarão circulando por várias partes do país sensibilizando outras milhares de pessoas.


O objetivo do projeto Calçada Sensorial Itinerante, é ajudar a mudar a, realidade, delineando melhor os contornos do desafio. 


"As ruas esburacadas e os móveis urbanos que tomam o caminho das pessoas nas ruas tiram um pouco da cidadania das pessoas deficientes, que são obrigadas a lutar um pouco mais para se locomover. Mas, a verdade é que somos uma sociedade às vésperas de começar a envelhecer, o que amplia muito o alcance da questão. Precisamos transformar nossas cidades e nossa cidadania. Nosso objetivo é sensibilizar o maior número possível de pessoas para a questão, para que elas façam a sua parte, seja pressionando o poder público, seja consertando a própria calçada", diz Sérgio Murilo Jr., coordenador de Responsabilidade Social do Grupo Ser Educacional.

Fonte: Revista Incluir

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário