30 de ago de 2013

Projeto da Setur-PE irá construir sete rotas acessíveis a turistas deficientes

1011034_673458266003203_2006176102_n 
 Marco Zero no Recife Antigo, iluminado à noite, um dos pontos que fará parte das rotas acessíveis


De olho na Copa do Mundo, projeto deve ser finalizado até março de 2014

Pernambuco terá sete rotas acessíveis para os turistas com deficiências ou pessoas com mobilidade reduzida (idosos, gestantes, acidentados) até março de 2014. 

O projeto acaba de ser aprovado pela secretaria de Turismo de Pernambuco (Setur-PE) e as obras começam já no próximo mês. 

O primeiro ponto turístico que receberá as intervenções será o Terminal Integrado de Passageiros (TIP), que fica no Curado. Em seguida, as obras continuam simultaneamente em trechos diversos no centro do Recife. O valor total das intervenções é de R$ 10 milhões, dos quais R$ 7 milhões já foram liberados pelo ministério do Turismo. 

O objetivo das obras é aumentar a inserção dos turistas com deficiência na Copa do Mundo de 2014.

“Esse projeto representa uma mudança de consciência social. Mesmo quem não tem um problema físico, algum dia vai ser idoso e se beneficiará com as rampas ou as faixas táteis. Sendo assim, acredito que Pernambuco está saindo na frente”, afirma o secretário estadual de Turismo, Alberto Feitosa. 

Na próxima semana, o secretário viaja a Brasília, onde tem uma reunião com o ministro do Turismo, Gastão Dias Vieira, para conseguir os R$ 3 milhões que faltam ao projeto.

De acordo com o secretário, as obras, além de contemplar os turistas que chegarão ao estado na Copa de 2014, poderão aumentar a recepção de estrangeiros e grupos de terceira idade. 

“Vamos divulgar as rotas acessíveis com as agências para que elas consigam montar pacotes específicos. Ainda não sabemos o quanto isso irá ampliar a procura do Recife como destino, mas estamos otimistas”, ressalta Feitosa. 

Ele explica que a maior dificuldade das intervenções será nos centros históricos de Recife e Olinda, cujas obras precisam ser aprovadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

As rotas de acessibilidade também estão sendo incentivadas pelo ministério do Turismo em outros estados. 

Ao todo, 14 projetos estão sendo financiados em todo o país com um investimento total de R$ 109 milhões. Para o diretor de Infraestrutura Turística do ministério, Neusvaldo Ferreira Lima, iniciativas como essa irão tornar o Brasil um país realmente democrático.


Veja onde serão as rotas acessíveis de Pernambuco:


  • Recife Antigo (Rua do Bom Jesus, Marco Zero e Torre Malakoff);
     
  • Centro do Recife (Praça da República, Teatro Santa Isabel e Cais da Aurora);
     
  • Centro do Recife (Mercado de São José e Pátio de São Pedro);
     
  • Boa Viagem (Orla e Parque Dona Lindu);
     
  • Terminal Integrado de Passageiros (TIP);
     
  • Orla e Centro Histórico de Olinda (Mercado da Ribeira e Palácio dos Governadores).

Nenhum comentário:

Postar um comentário